Licença Creative Commons
Este trabalho de http://loucurasdepierrot.blogspot.com/, foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição - NãoComercial - CompartilhaIgual 3.0 Não Adaptada.
Com base no trabalho disponível em loucurasdepierrot.blogspot.com.

1 de fev de 2014

Vamos Embora, ou não.

Meu Janeiro foi embora. Pois é, acho que vou embora também.

De preferencia pegaria um trem, mas por conta dos gringos unidenses sou obrigado a ser refém rodoviário.

Acho muito chato chamar gringo unidense de Americano, afinal é o país menos Americano que existe. Não tem borogodó.

Fevereiro... tem carnaval . ooops carnaval esse ano será em março.

Hoje eu escutei uma musica da Chiquinha Gonzaga, com o mesmo nome do titulo desse texto.

Depois corri para ouvir o Ben Jorge, e uma musica do Los Hermanos, só para não ficar doido de que "Vamos Embora Meu Bem" é uma frase musical desejável... sonoramente na minha cabeça nas ultima semanas por cantores diferentes, até mesmo o Buarque canta essa frasezinha em um álbum solto da época que ele comia o Brasil inteiro.

Fiquei pensando nessa frase e para quem esses compositores escreveram... O Jorge provavelmente escreveu para Tereza, ou para uma mulata, sobre Dona Chica eu não tenho muito estudo e não vou perguntar a Deus por que a preguiça é maior, o Camelo tem a Malu, se bem que quem canta essa parte é o Rodrigo Amarante (que acho que tem uma voz bem mais sonara que a de Camelo).

Pensei então no fato: Com quem eu iria embora?

Se fosse ano passado eu citaria uma lista considerável de moças; (uma em especial.).

Mas deixemos o passado no lugar dele.

Depois mais uma interrogação apareceu.

Quem seria meu bem?

E então percebi que sou um cara digamos "solitário", só que não solitário de sozinho, de não ter ninguém, não, não, não, ter eu tenho... Mas eu gosto de ser solitário. Existem pessoas que não conseguem ficar sozinhas, e ficam procurando alguém o tempo inteiro.

Eu sou apegado aos meus amigos, bem...digamos que eu era.

Agora estou apegado muito mais a meu próprio eu.

Depois fique pensando se isso teria me tornado mais egoísta do que sou, só que acredito que é mais autoproteção do que egoísmo propriamente dito, afinal quem foi que disse que tudo na nossa vida tem que ser compartilhado com alguém?

Também não estou dizendo que não gosto de compartilhar vivencias, ou vivenciar a vida junto com pessoas. Só fiquei refletindo que nem sempre as pessoas que você gosta de vivenciar a vida, e compartilhar coisas, querem fazer isso com você de coadjuvante, antagonista, escada, figurante... E o melhor que temos que fazer é respeitar essa decisão.

E a pessoa ao qual me veio na mente, foi justamente quem me fez(forçou) refletir sobre o paragrafo acima. E atualmente me sinto desconfortável em saber que meu: "vamos embora, meu bem" é por alguém que quis que eu fosse embora.

Um comentário:

  1. E aí, Thiago, tudo beleza?
    Tou precisando falar com você, e não tenho mais face.
    Se você puder fazer aquela leitura que eu te falei, queria te entregar uma cópia impressa do livro. Vou estar na semana que vem em JP, e queria combinar pra te entregar lá pelo IFPB. Me manda um e-mail: rafael18ufpb@gmail.com que a gente combina. Valeu cara, abração! Att. Buarque

    ResponderExcluir